Porque os clássicos nunca morrem

15 de abril de 2010

Quem quer ser um milionário

Com 2 Comentarios

Hoje não vou falar de algum clássico que assisti neste final de semana. No início deste mês, variei na minha escolha, pois meu namorado trouxe um filme para assistirmos em minha casa. A escolha foi Quem quer ser um milionário, um filme indiano que abocanhou o Oscar de melhor filme no ano passado. Falaram-me que este filme não era muito bom, mas resolvi assisti-lo para tirar minhas próprias conclusões: o filme é muito bom.

A narrativa conta com flashbacks bem organizados, fazendo com que não haja nenhuma dificuldade para entender o filme.

O cenário é uma Índia que não foi apresentada naquela novela Caminho das Índias: lixo, favela, pobreza física e espiritual, enfim, a verdadeira Índia.

A história é bem bacana. O indiano Jamil participa do programa de televisão Quero ser um milionário para ver se encontra sua amada, Latika, sem se importar em ser um milionário de verdade. Porém acertava todas as perguntas, o que deixou o apresentador desconfiado de alguma trapaça.


Com isso, Jamil é levado por uns brutamontes para ser torturado, para que confesse a fraude. Mas, por meio de flashbacks de sua vida desde a infância, o indiano conta como sabia as respostas, convencendo os torturadores de que ele era realmente honesto.


Jamil sempre viveu nas ruas juntamente com seu irmão mais velho, Samir, e sua amiga, Latika. Contratempos fizeram com que Jamil se separasse de Latika, mas ele não desistiu de procurá-la.



No fim, Jamil e Latika se encontram após o término do programa que o consagrou no mais novo milionário da Índia. No entanto, o indiano nem se importava com a grana toda.

A cena final é bem bacana: mostra Jamil, sentado, sozinho, na estação de trem, à espera de sua amada Latika. O que me chamou a atenção não foi mostrar uma imagem do Jamil, feliz e milionário, mas de uma pessoa que não tem ambição nenhuma, só queria ver o seu amor salvo e seguro.


Latika aparece na estação de trem e encontra Jamil, sentado e pensativo. Os dois se abraçam, se beijam e, como é de se esperar, viveram felizes para sempre.


Parabéns pelos oito Oscars merecidos.




Assistam ao trailer do filme:


+1

2 comentários:

SÔNIA disse...

Eu também vi o filme e gostei. Primeiro que é um filme que se passa na mais pura realidade Indiana em que na vida real existe uma população que vive na mais pura pobreza. Crianças que não tem qualquer oportunidade de vida e que muitas por ficarem orfãos vão parar na vida do crime ou são levadas para a prostituiçao como a personagem Latika. Jamil é uma excessão no filme. Ele fica orfão e desamparado, mas consegue mudar seu destino trabalhando num emprego humilde. Sua grande oportunidade chega em um programa tipo " Show do Milhão" muito comum em vários países. Ele consegue provar que sua triste e dolorosa experiência de vida consegue superar os demais canditados que tiveram chance de coletar conhecimento em Faculdades etc. Um filme que vale a pena assistir... Eu também recomendo.

Marcia Moreira disse...

O que mais me chamou a atenção foi a amostra da realidade indiana, ou seja, a miséria que há neste país. E também a não ambição milionária do personagem principal.

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial