Porque os clássicos nunca morrem

5 de maio de 2010

Sessão Novos Clássicos: My bodyguard

Com 0 Comentario

Esta semana, saiu uma reportagem na revista Veja sobre a prática do cyberbullying, que está sendo muito constante não só aqui no Brasil, mas também em muitos países desenvolvidos, em especial, os Estados Unidos e a Grã-Bretanha. O bullying não é nehnuma novidade para muitos, pois há muitos anos, crianças e adolescentes se tornaram vítimas desta selvageria; novidade está apenas no nome.

Por causa disto, lembrei-me de alguns filmes que tratavam do assunto (ou que mostrassem algumas cenas). Acredito que My bodyguard (Cuidado com meu guarda-costas, em português) é um dos melhores filmes que tratam do assunto de forma humorística e humana. Também não deixa de ser um novo clássico.

Acredito que a maioria de vocês já assistiram em alguma Sessão da Tarde da vida. Trata-se de um adolescente comum, Clifford Peach (Chris Makepeace), que tinha dificuldades de se adaptar em sua nova escola (este tipo de aluno é uma das principais vítimas do bullying).

Também na mesma escola, estudava Moody (Matt Dillon), um valentão que aterrorizava os colegas da escola, extorquindo o lanche e o dinheiro deles. Clifforn, um dia, se recusou a dar dinheiro e, com isso, foi ameaçado pelo brigão.

Com isso, Clifford "contrata os serviços" de Linderman (Adam Baldwin), um desajustado grandalhão cuja presença já intimidava alunos e professores.

O relacionamento entre Cliffonr e Linderman se torna pessoal, pois eles trabalham em aliança contra seus intimadores, nascendo, assim, uma amizade entre eles.


É um filme que fala de amizade, humanismo. A intimidação dos maiores com os menores em uma escola sempre existiu, mas será que estes alunos que sofrem de bullying também terão um final feliz como do personagem principal deste filme. Espero que todos tenham este final, pois as pessoas que praticam esta brutalidade devem ser severamente punidas, sim!

+1

0 comentários:

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial