Porque os clássicos nunca morrem

18 de maio de 2010

Curiosidades do Oscar (5)

Com 3 Comentarios

A categoria Melhor Documentário foi criada em 1941 e logo no seu segundo ano de criação teve vinte e cinco indicados, sendo que quatro foram vencedores.
O italiano Frederico Fellini foi o primeiro a ser indicado como Melhor Diretor por um filme estrangeiro. Concorreu por La Dolce Vita, em 1961.

O filme Será que Ele é?, de 1997, deu uma indicação de Melhor Coadjuvante para Joan Cusack. O curioso é que a trama foi inspirada no discurso de Tom Hanks quando o ator ganhou o Oscar por Filadélfia e sem querer revelou a homossexualidade do seu professor de Arte Dramática.

Kate Winslet e Gloria Stuart foram indicadas no mesmo ano por interpretarem a mesma personagem no mesmo filme (Rose em Titanic). Esse feito só se repetiu uma vez, também com Kate Winslet, que foi indicada junto com Judi Dench (ambas interpretaram a personagem-título de Iris).

A única vez em que duas atrizes foram indicadas no mesmo ano por interpretarem a mesma personagem em filmes diferentes foi em 1999. Cate Blanchett e Judi Dench interpretaram a rainha Elizabeth: a primeira em Elizabeth e a segunda em Shakespeare Apaixonado.

Bing Crosby, Peter O’Toole, Al Pacino, Paul Newman e Cate Blanchett receberam indicações por interpretar o mesmo personagem em filmes diferentes.

A interpretação mais curta premiada em qualquer categoria foi a de Beatrice Straight. Ela foi eleita a Melhor Atriz Coadjuvante por Rede de Intrigas, por cerca de seis minutos em cena.

Já Anthony Hopkins foi o Melhor Ator por O Silêncio dos Inocentes, onde aparece por 22 minutos. É a participação mais breve a ser premiada como principal.

George C. Scott ganhou o Oscar de Melhor Ator em 1970 por Patton. Porém, previamente, tinha pedido para não ser incluído porque não acreditava na competição entre atores que a Academia pregava.

José Ferrer, Shirley Booth, Yul Brynner, Rex Harrison, Anne Bancroft, Jack Albertson e Joel Grey ganharam o Oscar reprisando papéis que já tinham lhes rendido, nos palcos, o prêmio Tony.

Harold Russell, soldado que perdeu as duas mãos na Segunda Guerra Mundial, não tinha experiência como ator quando foi escolhido para um papel em Os melhores anos de nossas vidas. Surpreendentemente, ganhou o Oscar de Ator Coadjuvante, e outro Honorário por trazer esperança para os veteranos da Guerra. Foi a única vez que alguém levou dois Oscars num mesmo ano por uma mesma interpretação. Depois disso, Russell não prosseguiu atuando.

Apenas quinze atores ganharam o Oscar por um filme de estreia. São eles: Shirley Booth, Julie Andrews, Barbra Streisand e Marlee Matlin (como Melhor Atriz); Katina Paxinou, Mercedes McCambridge, Eva Marie Saint, Jo Van Fleet, Goldie Hawn, Tatum O’Neal, Anna Paquin e Jennifer Hudson (como Atriz Coadjuvante); e Harold Russell, Timothy Hutton e Haing S. Ngor (como Ator Coadjuvante). Até hoje, ninguém venceu o Oscar de Melhor Ator pelo primeiro trabalho.

Dos citados acima, apenas Julie Andrews, Mercedes McCambridge, Barbra Streisand e Goldie Hawn foram indicadas novamente.

Dianne Wiest é a única a vencer dois Oscars sendo dirigida pelo mesmo diretor. Ela foi a Melhor Atriz Coadjuvante por Hannah e suas irmãs e depois por Tiros na Broadway, ambos de Woody Allen.

Jodie Foster é a única a ser indicada enquanto criança a conseguir outras indicações depois de adulta.

Jodie também é uma das poucas a ganhar dois Oscars antes dos 30 anos. Ela ganhou o seu segundo por O Silêncio dos Inocentes quando tinha 29 anos, a mesma idade de Hilary Swank quando esta levou por Menina de Ouro. Mas bem antes delas, Luise Rainer tinha conseguido a dobradinha aos 28.

Bette Davis e Greer Garson detêm o recorde de indicações consecutivas. Elas foram indicadas cinco vezes em sequência como Melhor Atriz. Seguem Elizabeth Taylor e Marlon Brando, com quatro indicações consecutivas cada. Al Pacino também conseguiu quatro em sequência, mas em categorias diferentes.

Laurence Olivier e Roberto Benigni são os únicos a ganhar o Oscar de Melhor Ator por filmes que eles mesmos dirigiram. Olivier ganhou por Hamlet e Benigni, por A vida é bela.

Warren Beaty conseguiu o impressionante feito de concorrer como Produtor, Diretor, Ator e Roteirista pelo mesmo filme – duas vezes! Isso aconteceu por O céu pode esperar e depois por Reds.

Cate Blanchett é a única a vencer o Oscar interpretando justamente uma vencedora do Oscar! Ela foi premiada por O Aviador, onde trazia à vida Katharine Hepburn.

Apenas uma pessoa chamada Oscar venceu o Oscar: Oscar Hammerstein II levou dois prêmios de Melhor Canção.

+1

3 comentários:

@Raspante disse...

Nossa, uma pessoa ganhar um Oscar por um filme na onde ela aparece durante 6 minutos, é incrível!
UAHSUAUHSUA'
Muito bom esse post!

Marcia Moreira disse...

Pois é, enquanto tem gente se matando por muitas horas para interpretar um papel fica de fora... bom, são coisas da Academia.

Pedro Neto disse...

6 minutos! Assisti ao Rede de Intrigas e nem reparei na Beatrice, nunca imaginei que ela teria ganhado o Oscar.

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial