Porque os clássicos nunca morrem

4 de junho de 2010

Curiosidades: Ben-Hur (1959)

Com 7 Comentarios

Ben-Hur é um dos recordistas de Oscars recebidos, com onze estatuetas, estando empatado com Titanic, de 1997 e O senhor dos anéis: o retorno do rei, de 2003.

• O ator Burt Lancaster recusou o papel de Judah Ben-Hur porque era ateu e não queria ajudar a promover a Cristandade. Além de Lancaster, os atores Marlon Brando e Rock Hudson também recusaram.

• A produção de Ben-Hur foi uma bem-sucedida tentativa da Metro Goldwyn Mayer de sair da ameaça de falência.

• Gore Vidal declarou certa vez que o roteiro original previa um relacionamento homossexual entre Ben-Hur e Messala. Como o diretor Wyler sabia que Heston nunca aceitaria interpretar um personagem assim, Vidal sugeriu contar apenas a Stephen Boyd (Messala) sobre esse relacionamento — o que pode ser notado nas interpretações de Ben-Hur e Messala.

• A MGM queria que um autêntico barco romano fosse utilizado nas cenas de batalha. Para tanto, contratou um engenheiro que se dedicava à arquitetura romana. Quando ele apresentou o design do barco aos engenheiros da MGM, estes disseram que o barco afundaria, pois era muito pesado. Ainda assim o barco foi construído e, ao ser colocado no oceano, inicialmente flutuou. Porém uma pequena onda foi suficiente para afundar a embarcação. Por causa disso, as cenas foram rodadas em um gigantesco tanque, com cabos prendendo o barco ao tanque.

• Após a construção do tanque, era preciso dar à água (que estava marrom-escura) o tom azul-mediterrâneo necessário para que as cenas parecessem reais. Foi utilizado um composto químico que realmente azulou a água, mas também formou sobre ela uma crosta, que precisou ser toda retirada do tanque por operários da MGM.

• Durante as filmagens no tanque, um dos figurantes caiu na água e lá ficou por muito tempo. Ao sair, ele estava totalmente azul, e teve seu salário pago pela MGM até sua pele voltar ao normal.

• Só a construção da arena para a corrida de quadrigas (na Cinecittà, em Roma) custou um milhão de dólares. Nessa sequência – dirigida em 94 dias por Andrew Marton, Mario Soldati e Yakima Canutt, especialista em cenas de perigo –, utilizaram-se cinco câmeras, oito mil figurantes e 76 cavalos.

• Para a entrada dos corredores, o diretor de fotografia Robert Surtees usou uma grua de mais de trinta metros de altura: o espectador vê as quadrigas desfilando na pista como se sobrevoasse a arena. O efeito é realçado pela utilização do processo cinematográfico Camera 65, um aperfeiçoamento do CinemaScope.

• Apesar de na Itália haver cavalos brancos, os quatro que foram utilizados nas filmagens vieram da Tchecoslováquia, trazidos na primeira classe de um avião fretado e que teve seus assentos retirados.

• O estádio confeccionado para Ben-Hur seguiu detalhes do que foram utilizados na versão de 1925.

• Após as filmagens, os cenários de Ben-Hur foram todos destruídos por ordem de Sam Zimbalist, que temia que eles fossem utilizados em produções italianas menores.

Miklós Rózsa compôs a trilha sonora de Ben-Hur em oito semanas.

+1

7 comentários:

M. disse...

ESse filme é lindo! Eu não sabia que eles haviam destruído os cenários para que fossem aproveitados em filmes italianos menores. Adorei saber essas curiosidades. Beijo e ótimo fim de semana.

Marcia Moreira disse...

Oi, M.
Se você clicar no marcador Ben-Hur, há mais coisas sobre este filme que, aliás, sou eternamente fã dele.

Abraços e tenha também um ótimo final de semana.

Júnia L. disse...

Adoro esse filme, e amei vc ter postado essas curiosidades. Muitos jovens blogueiros não sabem nada sobre essas produções geniais e clássicas.
Ótima forma de estar colocando os mais jovens antenados

Marcia Moreira disse...

Fico feliz com o seu comentário, Júnia. Realmente, estes filmes são o máximo.

@Raspante disse...

Acha que Marlon Brando quase foi o Ben-Hur ?
Seria ainda melhor com Brando no longa! rs

Marcia Moreira disse...

O Brando daria mais emoção ao personagem, com certeza. Mas, não podemos negar que Charlton Heston se deu bem também, não é?

Anônimo disse...

Fiquei feliz em saber que Charlton Heston não aceitaria encenar homossexualismo no filme Ben-Hur.O caráter dele foi tão marcante e o infame roteirista não se atreveu nem perguntar. GRANDE ESTE CHARLTON HESTON!!!!

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial