Porque os clássicos nunca morrem

8 de fevereiro de 2011

The King and I

Com 2 Comentarios

Há algum tempo, aluguei o filme The King and I e, depois que vi a atuação de Yul Brynner, não me contive, dei muitas gargalhas, principalmente com seu "etc. etc. etc.".

Este musical de 1956, também protagonizado por Deborah Kerr, é muito gostoso de ser assistido. É baseado no musical da Broadway que, por sua vez, teve seu roteiro baseado no livro Anna and the King, da escritora Margaret Landon. O livro conta relatos provindo do diário pessoal da própria Anna, professor e viúva inglesa, que fora chamada para ensinar aos numerosos filhos do rei de Sião (atual Tailândia).


Antes de The King and I, o livro transformou-se em filme pela primeira vez em 1946, com Irene Dunne e Rex Harrisson como protagonistas. Sua última versão, considerada mais fiel ao livro, é a de 1999, que trazia Jodie Foster e Chow Yun-Fat como atores principais. Ambos os filmes são da linha dramática.


Bom, este é um dos filmes que quero comprar para a minha coleção pessoa de clássicos e, como gosto do Yul Brynner, trago uma das cenas de sua brilhante atuação, merecedora do Oscar daquela época, em que dei altas gargalhadas com seu "etc. etc. etc.". Um ótimo programa.


+1

2 comentários:

Sabrina Cosiuc disse...

Pois é,eu tinha este filme,a versão de 1956,daí minha mãe emprestou para uma pessoa que nunca mais devolveu...isso faz uns 3 anos.

Didi Iashin disse...

Eu tenho em DVD. Considero a cena da dança uma das mais lindas do cinema. e o etc-etc-etc faz parte da conversação da casa, além do "Isto não é científico!"

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial