Porque os clássicos nunca morrem

30 de março de 2011

Saudades: Jean Harlow - 100 anos

Com 2 Comentarios

Peço desculpas pelo atraso na lembrança dos 100 anos de nascimento da primeira loira platinada de Hollywood, no dia 3 de março: Jean Harlow.

Quando comecei a me interessar por cinema clássico, vi algumas informações sobre Jean Harlow e, quando fui pesquisar mais a fundo sobre ela, confesso que fiquei um tanto chocada pela sua morte prematura, aos 26 anos de idade - mais até que a de James Dean - e também pelo seu casamento sofrido, o que, provavelmente, ocasionou as lesões nos rins que levaram ao seu falecimento.


Em sua curta carreira, trabalhou com algumas feras daquela época como Clark Gable, Spencer Tracy, James Cagney, Wallace Berry dentre outros. A garota era poderosa naquela época.

Sempre que vejo algum trabalho de Jean Harlow, me recordo deste fato triste, infelizmente, e no quanto ela poderia ter progredido em sua carreira profissional. Porém, com sua morte prematura, transformou-se em mais uma lenda clássica, tornando-se mais poderosa do que quando estava viva.

Saudades.

+1

2 comentários:

danistill disse...

Foi umas das primeiras mulheres que se tornaram símbolos sexuais em Hollywood. Umas das primeiras Bloond Girls dos anos 30 ou loiras fatais. Seu grande salto foi no filme " Terra de Paixões" junto com Clark Gable e Mary Astor. Infelizmente este filme ainda não se encontra disponível em Dvd no Brasil, mas deveria para muitos que gostariam de ver esta versão do filme. Outra grande produção de Jean Harlow foi " Anjos do Inferno" de 1930 que a revelou para Hoolywood junto com o seu affair excêntrico Howard Hughes. Sua morte prematura e estúpida fez de Jean uma lenda por sua sensualidade nas telas do cinema. Afinal, muitas mulheres da época sonhavam em ser um pouco Jean Harlow....

Rose Bicudo disse...

Pena que não encontro biografias dela em livros em portugues

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial