Porque os clássicos nunca morrem

4 de junho de 2013

Momentos

Com 7 Comentarios
 
 
Bette Davis e sua dublê em uma pausa nas gravações do filme A estranha passageira (1942).

+1

7 comentários:

renatocinema disse...

A imagem de uma deusa do cinema.

abs

Suzane Weck disse...

Ola querida Márcia,parecem gêmeas.Vou arriscar que Davis é a primeira.Será que acertei?Fiquei super feliz com tua visitinha.Beijuss.SU

António Jesus Batalha disse...

Estou alegre por encontrar blogs como o seu, ao ler algumas coisas,
reparei que tem aqui um bom blog, feito com carinho,
Posso dizer que gostei do que li e desde já quero dar-lhe os parabéns,
decerto que virei aqui mais vezes.
Sou António Batalha.
Que lhe deseja muitas felicidade e saúde em toda a sua casa.
PS.Se desejar visite O Peregrino E Servo, e se o desejar
siga, mas só se gostar, eu vou retribuir seguindo também o seu.

Marcia Moreira disse...

Olá, Antônio.
Muito bacana seu elogio e já visitei os seus espaços. Fique à vontade para visitar o meu.
Um grande abraço.

Iza disse...

Bette Davis lindona como sempre.
Amei a foto.
Beijos<3

ANTONIO NAHUD JÚNIOR disse...

ótimo!

O Falcão Maltês

Rubi disse...

Realmente tem certa semelhança! Eu particularmente não imaginava que Bette Davis tinha sua dublê. No mínimo curioso. Excelente imagem; uma raridade, acredito.

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial